terça-feira, 14 de junho de 2011

Tendências inverno 2011 "

Ufa! Acabaram os desfiles da temporada inverno 2011. E aí, depois do que foi apresentado no Fashion Rio eSão Paulo Fashion Week fica a lição de absorver o que vimos e nos prepararmos para o que vamos encontrar – e querer – quando o inverno chegar.
Então vamos lá, pelo que vi nas passarelas, as principais tendências para o friozinho desse ano são:


Calças com a barra mais curta

Iódice (SPFW) e Andrea Marques (Fashion Rio)
As calças cenoura com as barras mais curtas apareceram em quase todos os desfiles, portanto, super tendência. Mas se você não curte o modelo, pode dobrar a barra do seu amado jeans skinny e sair por aí. Logicamente a proposta não é a mesma e o jeans vai deixar o look mais casual, mas a tendência tá lá.

Pantalonas

Alessa (Fashion Rio) e Maria Bonita Extra (Fashion Rio)
Apesar de ter aparecido um pouco menos nas passarelas, essas calças mais amplas são um curinga no armário de qualquer mulher. Mesmo com um ar um pouco mais despojado, a pantalona, se usada com os elementos certos, é uma peça elegante que pode ser usada tanto no dia-a-dia, quanto em ocasiões um pouco mais formais (jantares, reuniões, etc.). Boa pedida pra quem não quer usar saia ou vestido longo.

Saias longas

Aüslander (Fashion Rio) e Juliana Jabour (SPFW)
Quer “estar na moda”? Pode correr atrás da sua saia longa! De malha, seda, algodão, couro, reta, com babado… Procure uma com a sua cara e pronto. Baixinhas, não temam! Dá, sim, para ficar bem de saia longa, tá? É só escolher um modelo bem comprido e abusar do saltão que vai ficar escondido.

Vestidos midi

Coven (Fashion Rio) e Reinaldo Lourenço (SPFW)
Calma, calma. Não criemos pânico! Já sei que tem gente que só de ver já vai fazer cara feia para o comprimento. Bom, em defesa ao midi posso dizer que vestidos e saias abaixo do joelhos, ali pela canela, tem sim um certo charme. Aquele charme meio de esconde, mas mostra, sabe? E, olha, num mundo que muita gente mostra os fundilhos da calcinha, optar por mostrar só um pedacinho da canela é de uma sutileza, né?! Tem, sim, um charme muito especial.
Para se inspirar sem ir muito longe, é só pensar na Grazi Massafera que continua linda usando midi. A dica é marcar a cintura do vestido com cintinho fino, optar por usar casaquetos curtos (o que também acaba marcando a cintura), usar um sapato nude, ou de bico fino, ou sandália de tira fina.

Pelos, peles, pelúcias e plumas



FH por Fause Haten (SPFW) e Juliana Jabour (SPFW)
Vimos muito em vários desfiles, mas vale lembrar que é bom ter consciência, parcimônia e bom senso na hora de comprar sua pele/pelo/pluma. Oi, né, gente?! Não é porque “tá na moda” que você tem-que-ter. Se o frio existe, se o dinheiro sobra e se as viagens são constantes, arrasa e compra um casaco bem quentinho forrado com alguma pele bem gostosa, senão, pense bem se vale a pena arriscar. Até os itens que tem pelos e peles apenas nos detalhes (sapato forradinho, casacos só com punhos ou golas de pele) são compras que devem ser bem pensadas.

Tricô

Lucas Nascimento (Fashion Rio) e Totem (Fashion Rio)
Bem diferentes do que estamos acostumados a ver, os tricôs apresentados nas semanas de moda eram quase irreconhecíveis. Pode esquecer aquele tricô com cara de artesanal – feito pela vó! Trabalhados com outros elementos, de forma super inusitada, as peças de “tricô tecnológico” são moderníssimas e sofisticadas. Nesse quesito,Lucas Nascimento é quase um Deus!

Xadrez

Filhas de Gaia (Fashion Rio) e Acquastudio (Fashion Rio)
O legal do xadrez no inverno é que temos mais opções do que apenas a (velha companheira) camisa. É incrível como no frio naturalmente a gente se anima pra usar muita coisa xadrez – calça, casaco, cachecol, saia, vestido, meia calça -, né? Claro que tem que ter um cuidado, porque depois alguns itens ganham o fundo do armário e ficam lá mofando, mas é bem legal ter mais opções nas lojas.

Estampa de bicho

Giulia Borges (Fashion Rio) e Juliana Jabour (SPFW)
Animal print pode ser de onça, zebra, cobra, girafa… E pode ser nas cores “originais” ou em estampas coloridas. Logicamente os acessórios de bichos (cintos, bolsas, pulseiras, lenços) são mais fáceis de usar, mas se você curte um “bichismo” pode arrasar e comprar uma peça bem linda.

Couro

Tufi Duek (SPFW) e Osklen (SPFW)
Quem quiser estar em dia com a moda pode investir numa peça legal de couro, de acordo com o seu estilo – pode ser jaqueta preta de couro, vestido de couro bem levinho, saia de chamois, shorts de camurça, ou todas as opções citadas (hahaha). Vale lembrar que uma alternativa pra quem não quer gastar muito é procurar peças que tenham apenas detalhes em couro.



Cores neutras (branco, bege e muito camelo)

Têca (Fashion Rio) e Samuel Cirnansck (SPFW)
Casacos com tons camelo são chiques e eternos, mas se você mora num lugar mais calorento onde um casaco pesado não vai ser de muita utilidade, pode apostar em qualquer outro item nesse tom. Calças, bolsas, sapatos, saias… Tudo tá valendo e ainda pode ser usado no verão sem problemas.

Brilhos

Juliana Ariza (Fashion Rio) e Andrea Marques (Fashion Rio)
Pra brilhar tá valendo de tudo! Só vai depender do quanto você quer “refletir”. Pode ser peça de lurex, de seda, com paetês ou bordados mil. O mais legal das peças que brilham é que a gente sempre combina com outras mais simples, de tecido “opaco”, o que automaticamente gera um look texturizado – outra forte tendência para o inverno – e mais interessante.

Transparência

Reinaldo Lourenço (SPFW) e Cori (SPFW)
Pra achar peças com transparência também vai ser fácil. Opções é que não vão faltar. Pode ser peça com apenas um pequeno detalhe/recorte transparente (bem mais fácil de usar), pode ser saia longa transparente (para as mais modernas), pode ser peça em renda com forrinho escondendo o que deve (para as mais românticas), pode ser até camisetinha “velha” (aquela bem last season) com tecido mais podrinho e semi-transparente e pode ser mais um milhão de coisas. É só você escolher! Assim como as peças com brilho, normalmente as peças transparentes trazem textura a mais para o look já que geralmente usamos com forro e outros tecidos misturados.

Sobreposições

Alessa (Fashion Rio) e Maria Bonita Extra (Fashion Rio)
Claro que sobrepor já é tendência natural do inverno para se proteger do frio, mas numa temporada em que a transparência apareceu tanto, fica fácil deduzir que a sobreposição vai estar mais do que em alta, né? Primeiro porque não costumamos sair peladas por aí e, segundo, que por mais que o Brasil não seja um dos lugares mais frios do mundo, não dá pra sair expondo tanta pele em pleno mês de julho.

Mix de texturas e “pesos”

Muita textura no look da Huis Clos (SPFW) e look com tecidos de pesos contrastantes da Ana Salazar (SPFW)
Tendência-consequência. Pensando sobre o item aí de cima, sabemos que super vale combinar couro com transparência, pele com brilho, renda com couro e tudo mais que pudermos imaginar. Por conta dessas várias combinações possíveis – inclusive daquelas que não são necessariamente “tendência”, mas que gostamos e não abandonamos – fica a certeza de que montar um look cheio de texturas e pesos diferentes (tipo a saia leve e transparente com jaqueta de couro pesada como vimos no desfile da Ana Salazar) vai ser uma das formas mais bacanas de se vestir pro inverno.
Bom, acho que é isso, né?! Já podemos fazer a listinha de compras. Animadas? Alguma tendência preferida?
Beijos Marcinh@ !!! 















5 comentários:

  1. Oii,oque eu mais gostei foi do xadrez.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi Marcia, adorei seu blog, e desta forma indiquei para o prêmio Sunshine Award, é só passar no meu blog e pegar seu selo, depois deverá indicar 12 blogs.
    beijos e parabéns.

    ResponderExcluir
  3. Ain Brigadu Paula ... ja tou indo rsrs .. E msm Myleide adorei os xadrez !! bjos !!

    ResponderExcluir
  4. LINDA COLEÇÃO!!!
    Beijos pimentinha.
    FICA COM DEUS.

    ResponderExcluir